"No Chakra Anahata começamos a aceitar
e amar incondicionalmente.

Realizamos que apesar das diferenças,
tudo é manifestação da perfeição.

Amamos as pessoas, 
amamos a vida pelo o que ela é."

- Swami Satyananda Saraswati

.

silencio abril2

Agradecemos aos participantes de mais um auspicioso retiro de silêncio, que todos tenham retornado em paz, que os benefícios das práticas silenciosas se espalhem por todas as direções.

Para deixar uma mensagem no caderno da chácara: clique aqui

Compartilhamos as fotos: clique aqui


Namaste ♥

Helena e Henrique

Excelente vídeo com Dalai Lama refletindo sobre o que é o momente Presente.

Legendas estão disponíveis ao clicar no segundo botão à direita.

 

coracao medit

As doenças psíquicas são consideradas as que mais crescem na modernidade, e entre elas a depressão se destaca. Ela provavelmente desencadeia-se de fatores múltiplos como stress, desequilíbrio do sistema nervoso central e do sistema endócrino (hormonal). Fatores genéticos também podem ser determinantes ou agravantes. Os sintomas mais comuns são sentimentos de tristeza e ansiedade, um humor instável, por vezes, crises de choro sem motivo aparente, alterações do apetite e do sono, redução dos níveis de energia, da capacidade de concentração e da autoestima.


É muito importante que o indivíduo busque alternativas de tratamento imediatas a fim de reestabelecer seu equilíbrio e voltar a usufruir sua vida amplamente. Segundo dados da Organização Mundial da Saúde (OMS), a depressão é a primeira causa de incapacitação entre todas as doenças médicas. Ocupa a quarta posição entre todas as causas que contribuem para a carga global de doenças, de acordo com o “Global Burden of Diseases Project” da OMS, correspondendo a 4,4% dos anos de vida vividos com incapacitação. Para os indivíduos que estão na faixa etária compreendida entre 15 e 44 anos, a depressão é responsável por 8,6% dos anos vividos com incapacitação.


O Hatha Yoga tem se mostrado bastante eficaz no complemento ao tratamento dos depressivos, visto que auxilia na regulação hormonal, estimula o sistema nervoso simpático, energiza, tonifica os órgãos internos, desbloqueia energias estáticas de determinados pontos do corpo, melhora a condição respiratória, promove a socialização, renova a vitalidade e a alegria interior. Estímulos a pensamentos mais positivos e otimistas através de uma conduta diária de auto-observação são parte dos benefícios tão abrangentes e notórios já observados nas primeiras práticas da hatha yoga pelo portador de depressão.


Pesquisadores da Universidade da Califórnia, nos Estados Unidos, por exemplo, em 2004 avaliaram os efeitos em 28 voluntários com idade entre 18 e 29 anos com sintomas de depressão. O grupo foi avaliado nas aulas por cinco semanas consecutivas. Ao longo da pesquisa, eles relataram uma diminuição de traços de depressão e ansiedade com o uso das posições do yoga.
Também em 2004, no Defense Institute of Physiology na Allied Sciences, da Índia, foi realizada uma pesquisa com 30 homens saudáveis com idade entre 25 e 30 anos sobre os efeitos da Hatha Yoga e da meditação. Foi observado que a prática pode ser usada como estímulo psicológico para aumentar a secreção de melatonina que, por sua vez, pode ser responsável pela melhora do bem-estar. A melatonina é um neuro-hormônio produzido pela glândula pineal e é responsável pelo humor, sono, puberdade e ciclo menstrual.


Atualmente, o yoga é certamente uma das terapias alternativas mais populares entre os tratamentos alternativos de distúrbios emocionais como a depressão. Uma das maiores vantagem é a possibilidade de se praticar em casa. Os exercícios de respiração ajudam a melhorar a saúde e proporcionam relaxamento, além de promover autoconhecimento resultante num autocontrole determinante para tratamento de doenças emocionais de qualquer ordem.
Logicamente, o progresso de qualquer terapêutica depende da conduta do indivíduo e de seus familiares, portanto, quem optar por utilizar o yoga como ferramenta de autocontrole e prevenção à depressão deve buscar coragem e determinação em seu processo de cura. Afinal sua qualidade de vida depende disso.

Fonte: Diário da Manhã, por Celina Moller.  

ॐ Ao utilizar um artigo ou trecho cite a fonte e pratique um bom karma ॐ

Arquivo do Blog

Receba novidades por email